O quarto do Bebê


Hoje eu falarei de decoração do quarto do bebê.

Mulheres, você sabe, adora novidades, coisas diferentes e únicas para si, imagine para seu pimpolho! Têm pessoas que gostam de utilizar-se da mão de obra de um decorador, há outras que vão às lojas especilaizadas, compra tudo igual ao que está no mostruário e reproduz o quarto em sua casa, e há outras que gostam de colocar a “mão na massa” e fazer do seu jeito. Mesmo que, às vezes, o resultado não fique de acordo com os “padrões estéticos televisivos”, mas tem a cara da dona e é disso o que eu gosto!

Durante o período em que eu pensei na decoração do quarto do João Paulo, vi vários sites e a prima do meu marido (a Nalva)  mandou um que apresentava dicas incríveis de decoração. Então comecei a garimpar, a criar mentalmente a decoração, o tema, os apetrechos que teria  e que deixaria o cantinho do meu fofinho mais gostoso e aconchegante.

Aqui em Belo Horizonte há uma feira de artesanatos (que acontece aos domingos) que tem muitas coisas interessantes neste setor de decoração, com ótimos preços e de ótima qualidade, ou seja, tudo o que uma mãe precisa para ter um lindo quarto para o bebê, sem agredir muito o orçamento (porque ô fase para se gastar dinheiro!!!), e sentir-se realizada e feliz. Compramos os protetores de berço, o cabideiro, as prateleiras e o porta-maternidade,  tudo com o mesmo tema escolhido, ou seja, brincadeiras de menino.

Já as esculturas em madeira(MDF) e os pingentes de cortina, compramos na Feira do Bebê (que acontece em determinados períodos do ano aqui em Belô). Como as molduras são vazadas, resolvi preencher algumas partes com papel “Craft” colorido, o que deu um visual diferente e único ao quarto do João Paulo. Peguei um puff retangular que eu tinha, fiz uma capa xadrez para ele e, para completar a decoração, coloquei um  rolo com o mesmo tecido em cima dele para formar um sofazinho ( veja  o resultado). No espelho do guarda-roupa, comprei uns adesivos de silicone( em um supermercado próximo à minha casa), custou R$ 5,60 cada Kit (uma pechincha!!!), e o melhor, tinha os mesmos motivos do quarto do João Paulo. Aproveitei e  comprei outros para colocar no banheiro, que o meu filho usa para tomar banho ( para dar um toque infantil no banheiro que era o social) . E para completar, comprei a poltrona de amamentação. Tentei fazer uma decoração bem suave e original.

Tudo isso foi feito por mim e pelo meu marido. Planejamos tudo e fizemos a colagem das peças sozinhos, sem ajuda de decorador, pois participar desse momento foi muito gostoso, porque filmamos, fotografamos e deixamos registrado   para o João Paulo ver que tudo foi pensado e feito com muito carinho pelos seus pais.

Acredito que o resultado tenha ficado bom.

Olha só o que eu encontrei na “rede”, visitando os blogs que registravam sobre o tema “Quarto de bebê”, é cada coisa mais delicada e maravilhosa que a outra!

 pingente para berço www.lilabranca.com.br

P08-09-09_21.44  kit higiene www.flickr.com/photos/nalvacaires

TrânsitoaFloridoadesivos criativos (www.grudado.com.br/)

Três irmãosMenino surfista porta maternidade www.atelierra.com.br

Namoradeira infantilnamoradeira infantil (www.atelierra.com.br)

Anúncios

Pappuzando sobre vacinas


No primeiro mês que o João Paulo nasceu, fomos informados que teríamos um longo período de idas e vindas aos postos de vacinação. Pois, o nosso filho teria que tomar diversas doses de vacinas para ficar bem imunizado contra as doenças que podem acometer as crianças durante a fase de seu desenvolvimento .
O que nao sabíamos é que algumas era tão caras como as combinadas( a Tetra e a Meningocócica). Mas, quando fomos tomar a 2ª dose da vacina,  o governo de Minas Gerais já tinha conseguido que essas vacinas fossem gratuitas nos postos de saúde(ainda bem porque são várias doses e o custo ficaria muito alto).

 

Sabemos que a vacina é muito importante para erradicar ou evitar que determinadas doenças se espalhem por uma determinada região. É através dela, que oferece-se imunização, protege-se crianças, adultos e idosos contra diversas doenças causadas por vírus e bactérias.

 

Mas por que a vacina é tão eficaz e indispensável para uma vida saudável de um bebê, por exemplo? Muito simples. A vacina é feita com os próprios microrganismos que causam as doenças, porém sem capacidade de ataque. Com isso, o indivíduo passa a ter anticorpos já conhecidos das enfermidades, facilitando na luta contra a doença.
A vacina dificulta o desenvolvimento da moléstia, pois forma anticorpos contra ela, mesmo se entrar em contato com o agente “forte” da doença.
Portanto, imunizar seu filho é mais que um ponto de preocupação com o bem-estar do filhote. É uma forma de demonstrar amor e proteção. Só dessa forma ele estará resguardado contra doenças que nem sempre têm cura.
Calendário de Vacinas Combinadas

 

 
Baseado no calendário da Sociedade Brasileira de Imunizações – 2007

 

Idade     

Vacina     

Dose     

Ao nascer     

 BCG    

Dose única
   Hepatite B    

Dose única
2 meses     

 Vacina Hexavalente (*)    

1ª dose
   Antipneumocócica Conjugada Heptavalente (*)    

1ª dose
   VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano)    

1ª dose
3 meses     

 Antimeningocócica C Conjugada (*)    

1ª dose
4 meses     

 Vacina Pentavalente    

1ª dose
   Antipeumocócica Conjugada Heptavalente    

2ª dose
   VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano)    

2ª dose
5 meses     

 Antimeningocócica C Conjugada    

2ª dose
6 meses     

 Vacina Hexavalente (*)    

2ª dose
   Antipneumocócica Conjugada Heptavalente (*)    

3ª dose
   Influenza    

1ª dose
7 meses     

 Antimeningocócica C Conjugada    

3ª dose (se precisar)
   Influenza    

2ª dose
9 meses     

 Febre Amarela    

Dose única
12 meses     

 Hepatite A (*)    

1ª dose
   SRC (Tríplice Viral)    

Dose única
   Varicela (*)    

1ª dose
15 meses     

 Vacina Pentavalente (*)    

2ª dose
   Antipneumocócica Conjugada Heptavalente    

Reforço
18 meses     

 Hepatite A (*)    

2ª dose
   Influenza    

anual
4 a 6 anos     

 Vacina Pentavalente (*)    

3ª dose
   SRC (Tríplice Viral)    

2ª dose

 

(*) Não disponível na rede pública de Minas Gerais