As Gafes dos brasileiros em Orlando


Hoje vou falar um pouco sobre as “gafes’ que alguns brasileiros cometem ao visitar os diferentes lugares do mundo.

É muito comum, quando viajamos  ao exterior, ouvirmos de guias ou de brasileiros que prestam serviços aos turistas, sobre os problemas que  nós brasileiros causamos em determinada situação. Sabemos que a cultura dos países é bem diferente da nossa (of course!), mas têm pessoas que   querem, que o “quintal dos nossos vizinhos” sejam a extensão da casa deles. Ou seja, acham que podem fazer tudo igualmente, como fazem aqui,  que não terá problema, afinal os outros têm que saber que ele pode ser mal educado, pois “tá pagando”!

Nessa última viagem, sentimos isso na pele. Vamos começar pelo aeroporto: é comum os funcionários das companhias organizarem as filas  por ordem de chamada dos grupos ou pela classe que as pessoas adquiriram os seus bilhetes( A e executiva), então não há necessidade de todos os brasileiros fazerem a fila, já que seu grupo ainda não foi chamado, porque  isso acaba atrapalhando a entrada dos que já foram chamados ( depois reclamam quando falam que nós adoramos uma fila, né?). Isso para mim é o “jeitinho brasileiro” de querer furar a fila e desrespeitar o próximo. E o pior, vemos que esse  problema vai dos organizadores de excursões ( os  das “Tias” das agências), dos adolescentes, dos pais e até dos adultos intitulados elegantes e finos.

Já que falei em fila, outra imagem negativa que adoramos cultuar é a de “furões” de fila. Nos parques da Disney e os de Orlando não foi nem uma nem duas vezes que vimos essa situação, pois os funcionários dos parques viviam chamando atenção dos brasileiros por essa falta de educação. E qual foi a sensação do meu marido e a minha? De VERGONHA! De ser chamados também de brasileiros, pois acham que TODOS nós somos iguais e apresentamos o mesmo comportamento ( e olha que não é só nossa essa indignação, os brasileiros que vivem lá fora também relatam esse sentimento horroroso em relação a essa falta de educação dos nossos compatriotas ).

Outra coisa que também vimos e não gostamos, foi a bagunça deixada pelos brasileiros após  fazerem suas refeições. É muito raro ver um brasileiro retirando o lixo de suas mesas e jogando-os fora nas lixeiras, ( que por sinal, estão em todas as partes dos refeitórios dos hotéis ou de salões de” fast food”) ao contrário dos americanos e europeus. Mas porque fazem isso?  ( Acredito que eles pensem assim: por que eu vou organizar ou retirar o lixo, se tem funcionário para fazer isso por mim?) Isso é o que mais me deixa chateada: a falta de respeito com o outro, principalmente com aquele que virá após você sair da mesa. Custa você levantar e limpar a mesa? Não seria uma forma de exercer a cidadania e de também educar seus filhos para um mundo melhor? ( Discurso esse que muitos falam e  que quase ninguém pratica).

Outra coisa, vocês já viram brasileiro indo para os shoppings  carregando malas? E os filhos, então? Aqui, certamente eles diriam que estão “pagando mico”, principalmente se levasse uma, duas ou  várias malas( as  malas são de acordo com a quantidade de membros  por  família, não é?). Se aqui não temos coragem de fazer isso, por que fizemos isso nos EUA? Porque é “chic” ( Gloria Kalil acharia “cafona”)? Porque mostra que temos dinheiro? (Lembre-se que, quem tem, gosta de discrição) Ou porque queremos ser tratados como “ reis”?(Pelos vendedores, talvez…)  Pois é, saibam que não é bem assim que somos vistos, pois  somos ridicularizados por essa atitude “tupiniquim” e emergente. Veja, sou brasileira, viajo há anos para o exterior e nunca gostei de parecer que sou uma turista “transloucada”. Pelo contrário, gosto de ser normal, comportar-me com educação e discrição para  não fazer parte da estatística dos turistas brasileiros sem educação . Vejam só se não tenho razão : estávamos  na fila de  um restaurante   em Downton Disney, um japonês perguntou para um americano sobre um grupo de pessoas que gritavam e riam alto: São brasileiros? O americano logo respondeu: são sim! Eles adoram fazer isso!… Eu e meu marido ao ouvirmos a conversa,  ficamos muito tristes, pois o comentário foi de reprovação e não de admiração.

Portanto, ao viajar para o exterior, leia, informe-se sobre a cultura local, quais atitudes que são abomináveis e pensem: qual comportamento pode ser considerado de “pagar mico” em nosso país? Exclua-o da sua vida durante a viagem e evite situações desconcertantes, tanto para você quanto para os outros brasileiros que viajam para outros países, ok!

Bjs 1000

Fila para fazer reserva no T-Rex em Downton Disney.

Fila para fazer reserva no T-Rex em Downton Disney.