Compras em Buenos Aires


Como eu relatei em um dos posts anteriores sobre Buenos Aires, comprar na capital Argentina não está valendo muito a pena, porque as roupas estão com preços próximos aos daqui e os look’s também.

Antes era muito bom sair do país e ter contato com as novas tendências, mas hoje com a globalização, o Brasil está em pé de igualdade com os outros países. O que por um lado é bom, pois não estamos tão “tupiniquins”.

Mas vamos ao que interessa, visitar lojas é ótimooooo!!!! Fomos ao Shopping Unicenter porque diziam que lá tem a maior concentração de lojas de marcas ( Lacoste, Polo Raph Lauren e outroas grifes) e com ótimos preços. Realmente têm muitas lojas, mas os preços estavam bastante “salgados”. O melhor shopping que eu achei e com preços bons foi o do Abasto( jan/2012). Além disso, as lojas apresentavam  coleções de roupas bem variadas e com um ótimo atendimento. Exemplificando… A Zara é bem maior, têm preços muito melhores, os vendedores são umas “gracinhas e muito cordiais. Mas, como qualquer Zara, você tem que saber escolher, pois já comprei roupas aqui, na Espanha e Buenos Aires com péssimo acabamento, geralmente são mal costuradas, e você só percebe depois que já usou a peça.

E por falar nisso, o pior lugar para se comprar roupas, é realmente na Calle Flórida. O atendimento é péssimo, a maioria das lojas parece que são “ponta de estoque”, os seguranças, os vendedores são bem desconfiados e parece que você  quer roubar ou passar “a perna neles” ( acredito que estão tão acostumados com os bandidos argentinos, e acham que, nós turistas brasileiros, somos iguais a turma deles).

Nas Galerías Pacífico tudo é caro, com muita coisa ultrapassada e pouco atrativa, percebi que só vivem mesmo da “fama” e de alguns turistas mal informados que acham que é “chic” comprar lá. A única coisa que  dá prazer de ir até lá, é para observar a beleza arquitetônica do prédio e mais nada…

As lojas que vendem couro têm uns vendedores com cara de bandido que abordam os turistas, no meio da rua, geralmente perguntando se você é italiano ou americano. Ou seja, querem te “inaltecer”, dizendo que você é um europeu e não um turista brasileiro. Depois que eles te abordaram, vem com cada proposta indecente e pouco confiável. Cuidado! Fique longe deles…

 Agora, é importante lembrar que não sou “dona da verdade”  e que temos opiniões diferentes. Há pessoas que gostam  dos lugares citados e acham tudo ótimo, mas para mim entre comprar coisas em Buenos Aires e Miami, é melhor juntar mais um dinheirinho e ir para as terras do Tio Sam, certamente você ficará bem mais satisfeito!

Anúncios